Habitos-saudaveis-na-terceira-idade-sao-importantes-Portal-Amigo-do-Idoso

Antigamente a velhice era definida mais pela doença do que pelas boas condições de saúde, sendo está a última fase do ciclo vital. O envelhecimento biológico é definido pela diminuição gradativa da capacidade de adaptação e de sobrevivência, tendo início logo após a maturação sexual e acelera-se a partir dos cinquenta anos de idade.

Tendo a velhice um importante papel em nossas vidas, a psicologia do envelhecimento tem por objetivo “estudar os padrões de mudanças comportamental associados ao avanço da idade, distinguindo aqueles que são típicos da velhice daqueles que são compartilhados por outras idades” (Malloy-Diniz, Fuentes, Cosenza, 2013, pg. 17).

Um dos grandes desafios para esta idade é encontrar significado na rotina do dia a dia; de acordo com as pesquisas de Erick Erikson, é fundamental fortalecer a capacidade inerente de qualquer ser humano de se adaptar a novas situações para enfrentar os desafios desta fase.

Para se ter um envelhecimento saudável, precisa-se considerar o ambiente e sua trajetória de vida; é necessário ter um estilo de vida ativo e atividades de lazer. Pode ser considerado lazer:  atividades que envolvam repouso, diversão, assistir tv, ouvir música, fazer palavras cruzadas, jogar bingo, entretenimento de forma geral, adquirir novos conhecimentos, viajar, participar em comunidades religiosas e atividades físicas em que há interação social.

É tão importante o lazer nesta fase da vida para prevenção das perdas cognitivas (diminuição na velocidade do pensamento, fazer cálculos matemáticos, esquecimento demasiado) que as pesquisas concluíram que idosos que dispõe de apoio social e emocional têm melhores níveis de saúde, qualidade de vida, bem-estar, satisfação com a vida e diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares, mortalidade por câncer e sintomas depressivos.

Finalizo com esta linda reportagem exibida no globo repórter na edição de 15 de julho de 2016, falando sobre o envelhecimento saudável e maneiras de exercitar o cérebro.

Até nosso próximo encontro!

Isis Honorato

Psicóloga 06/92763

Especialista em Neuropsicologia

Idealizadora do Inovamente Psicologia

 

Referências:

Malloy-Diniz, Leandro F., Daniel Fuentes, Ramon M. Cosenza. Neuropsicologia do envelhecimento: uma abordagem multidimensional. Porto Alegre: Artmed, 2013.

http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2016/07/estimulos-deixam-cerebro-mais-ativo-e-mantem-orgao-saudavel-vida-toda.html acesso em 10 de maio de 2017.

Imagem: http://portalamigodoidoso.com.br/2013/01/07/habitos-saudaveis-na-terceira-idade-sao-importantes/

Postado em , Blog, Envelhecimento, Neuropsicologia, Terceira Idade e marcada , , , , , . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*


Site de Psicologia