Muitas pessoas têm dúvidas em relação a esse assunto. Principalmente os pais de crianças diagnosticadas com o Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), que costumam fazer uso desse tipo de medicamento com frequência. 

Os psicoestimulantes são drogas capazes de estimular a atividade, a vigília e a atenção. E é  preciso um acompanhamento cauteloso em relação ao uso desses medicamentos. Pois, além dos efeitos colaterais e adversos que constam na bula também pode acontecer a dependência química em caso de uso indiscriminado. Isso pode acontecer à qualquer pessoa que tenha pré disposição genética à dependência química por consumo abusivo de substâncias químicas. O que pode ocorrer com pessoas que têm o TDAH também, se elas tiverem essa predisposição combinada com uso abusivo, sem orientação e acompanhamento médico.

A dependência acontece porque, além da predisposição, os medicamentos para o TDAH (Ritalina, Ritalina LA, Venvanse e concerta) pertencem a família das ANFETAMINAS, drogas sintéticas que estimulam a atividade do sistema nervoso central. Por isso, até mesmo para quem toma o medicamento com orientação médica é preciso um acompanhamento adequado. Também é preciso muita atenção porque um dos principais efeitos negativos é de ordem cardiovascular. 

Para quem não sabe o que são anfetaminas, talvez possam fazer uma associação a aqueles medicamentos que eram muito receitados antigamente para emagrecimento. Onde a pessoa emagrecia rapidamente, mas tinha muitos efeitos negativos se cessasse o uso de uma hora pra outra ou usasse de forma indiscriminada. 

Hoje, no Brasil, anfetaminas para emagrecimento são proibidas. No entanto, para uso como psicoestimulantes tem a venda controlada (siq). 
Não estou querendo dizer aqui que o uso desses medicamentos não deva ser feito. Mas que precisa ser feito com um acompanhamento correto. Ok? 

É sempre recomendado levar em consideração a relação custo x benefício na hora de optar por esse tratamento. 
Os profissionais aptos à receitar os psicoestimulantes e que tem o conhecimento profundo a respeito dessas drogas são os médicos. Por isso, em caso de dúvidas, procure um médico especialista no assunto! 

Texto elaborado pela:

Psicóloga e Psicopedagoga

Cristiane Braga

CRP: 05/52094

Contatos:

WhatsApp: (21) 96416-7701
https://www.facebook.com./derepentecrescipsi/ 

https://www.facebook.com/psicologacristianebraga/ 

Instagram: https://www.instagram.com/psicologacrisbraga/

Comentários do Facebook
Postado em , Adolescência, Blog, Educação Infantil, TDAH e marcada , , . .

Deixe um comentário

Site de Psicologia
%d blogueiros gostam disto: